4 metodologias de gestão para aplicar no setor de TI da sua empresa

4 metodologias de gestão para aplicar no setor de TI da sua empresa

Para que um planejamento dê certo, é preciso que ele tenha uma metodologia clara e definida. Um exemplo prático é: você precisa comprar uma máquina nova para a sua produção. Onde adquirir, o preço, a forma de pagamento e o prazo para a entrega são as perguntas que devem ser respondidas pela metodologia da transação. O mesmo deve ser aplicado em uma empresa. Você já tem metodologias de gestão para TI?

Isso nada mais é do que deixar definidos quais caminhos precisam ser seguidos para que a tecnologia da informação alcance as suas metas. E chegar nesse patamar é crucial para que o seu negócio seja produtivo. Com a modernização, a atuação do departamento de TI é primordial para gerar benefícios internos, aumentar a produtividade e desbancar a concorrência. Veja agora 4 metodologias incríveis para você investir no setor. Boa leitura!

1. ITIL

A metodologia ITIL nasceu na Inglaterra — Information Technology Infrastructure Library significa, em tradução livre, “Biblioteca de Infraestrutura de Tecnologia da Informação”. A ideia da iniciativa é mostrar como a empresa pode explorar os serviços de TI para crescer no mercado.

Ela leva em consideração um ciclo de princípios, cuja base é determinada pelo melhoramento contínuo. Fazem parte dele ainda a estratégia, que diz quais serviços e recursos serão oferecidos pelo setor; o design, que projeta novos serviços e melhora os existentes; a transição, que cria e implanta novidades; e a operação, que tem que cumprir pedidos de clientes, resolver problemas e executar tarefas rotineiras.

2. COBIT

O Control Objectives for Information and Related Technologies, ou Controle de Objetivos para Informação e Tecnologias Relacionadas, é uma metodologia de gestão para TI cujo roteiro indica quais são as ferramentas adequadas a serem utilizadas na otimização e no crescimento dos negócios.

Sua última versão, a COBIT 5, permite: o gerenciamento das vulnerabilidades; a avaliação e a identificação dos riscos do setor; a supervisão da segurança da informação; a verificação da ordem nos regulamentos da empresa, mesmo durante mudanças; e o alinhamento das metas de TI aos objetivos dos negócios estratégicos.

3. PDCA

O famoso método japonês que ajudou o país oriental a se reerguer depois da devastação da 2ª Guerra Mundial não é uma exclusividade para a área de TI, porém, pode ser aplicado não só ao setor, como aos demais departamentos da sua empresa.

Para isso, é só respeitar o que indicam as siglas: P está relacionado ao planejamento de toda a TI e ao estabelecimento de metas para alcançar os objetivos; D representa a execução desse plano por meio da capacitação dos colaboradores e das estratégias lançadas; C está vinculado à análise e à avaliação dos resultados e A significa a padronização dos procedimentos de TI, levando em consideração as respostas conquistadas.

4. Scaling Agile

Scaling Agile, conhecida pela sigla SAFe, tem como princípio básico oferecer uma visão abrangente do negócio para identificar o que pode ser mais ágil dentro da organização. Ela atua nos níveis estratégico, tático e operacional dentro do setor de TI e faz sucesso em grandes corporações, como IBM e Nokia.

Ela pede o desenvolvimento de uma equipe ágil, composta por células que sejam capazes de concluir tarefas independentes, mas que atuem integradas. Todo o trabalho deve compor uma The Big Picture, ou seja, uma imagem com todos os fluxos, separados em três eixos: portfólio (gerencial), program (estratégico) e team (operacional).

Entendeu como essas 4 metodologias de gestão para TI são acessíveis e podem melhorar a produtividade do seu negócio? Leia mais sobre como ter o controle dos processos de TI nas suas mãos.

RSS
EMAIL
Facebook
GOOGLE
TWITTER
YOUTUBE
LinkedIn

Sobre o autor

altisblog administrator

Deixar uma resposta