Tire suas 4 principais dúvidas sobre a governança de TI

Tire suas 4 principais dúvidas sobre a governança de TI

Para aproveitar as novidades da tecnologia, as empresas têm buscado inovações para conseguir relevância diante da concorrência. Assim, a governança de TI surge como uma opção, trazendo novas estratégias para o empreendimento.

Nesse sentido, além da diferenciação, para manter um negócio lucrativo você deve estar atento aos gastos nos projetos, bem como prever eventuais problemas. Então, quer saber como a atividade pode melhorar a sua companhia? Continue lendo o nosso artigo!

1. O que é governança de TI?

Durante o desenvolvimento dos projetos, vemos o quanto a TI tem papel essencial no desenvolvimento dos negócios. Mas qual é o papel da governança de TI?

A prática tem como objetivo desenvolver metodologias de trabalho para melhorar a produtividade nos processos da empresa. Assim, é possível desenvolver diferentes habilidades estratégicas, como planejar, implantar e monitorar programas.

De fato, a governança tem grande relevância dentro da empresa. Utilizando suas estratégias, as equipes podem tomar melhores decisões para cumprir a tarefa de forma eficiente, reduzindo custos e riscos de eventuais problemas.

2. Como funciona o serviço?

A governança pode ser aplicada independentemente do tamanho da sua empresa, seja ela pública ou privada.

Depois de fazer uma análise, o gerente pode verificar quais são as necessidades mais importantes para a companhia. Verificar, por exemplo, quais são as melhores ferramentas — em questão de hardware e software — para atingir os objetivos da empresa, sabendo se diferenciar e entregar o melhor resultado diante da concorrência.

Para isso, você deve garantir que os equipamentos (hardwares e softwares) sejam apropriados para oferecer segurança de informações, gerar valor e confiabilidade para os seus clientes.

3. Quais são os seus benefícios?

Depois de vermos o conceito básico, entendemos que a governança de TI tem como objetivo garantir uma melhor qualidade no setor. Vejamos, agora, outros benefícios!

Reduzir riscos

Para ter uma visão estratégica eficiente, a governança conta com métricas para observar o desempenho nos setores. Elas se mostram eficiente, principalmente, por prever e antecipar riscos nas atividades, que podem atrapalhar o desenvolvimento da companhia.

A governança avalia a segurança de dados, por exemplo, a fim de criar planos de contingência quando há uma demanda crítica. Essa prevenção tem como objetivo garantir uma recuperação eficaz e diminuir o impacto na empresa caso ocorra algum problema.

Conseguir relevância no mercado

Como dissemos, as métricas servem como ferramentas para medir o desempenho em diferentes setores da companhia. Assim, além de prevenir e corrigir erros, elas se mostram eficientes para buscar novas oportunidades de negócio.

Por meio das análises colhidas, o gerente pode encontrar diferentes formas de reinventar a empresa, como a criação de um e-commerce para integrar à loja física, por exemplo.

4. Como implantá-la em minha empresa?

Depois de sabermos os benefícios da governança de TI, vejamos agora os passos para implantá-la em seu empreendimento:

Escolha um modelo

Para iniciar, você deve listar quais são as necessidades da sua empresa. Só assim é possível saber, com clareza, de que maneira a equipe de TI pode atingir os seus objetivos.

Para ter uma ideia, alguns fatores que podem ser primordiais na estratégia atual são:

  • alinhamento estratégico;
  • entrega de valor;
  • gestão de riscos;
  • gestão de recursos;
  • avaliação de desempenho.

Enfim, defina quais são as prioridades no atual momento e foque no modelo que resolva as questões levantadas.

Utilize métricas apropriadas

Depois de estabelecer o modelo mais apropriado, você deve adaptá-lo ao seu próprio negócio, fazendo pequenos ajustes quando necessário.

Para ter melhor proveito, fique atento à definição das métricas. Essa prática se torna necessária para medir os resultados de forma contínua — afinal, assim o gerente saberá se o desempenho está conforme o esperado, melhorando a produtividade de toda a empresa e mantendo a qualidade dos serviços.

Mantenha os processos transparentes

Após a definição das métricas, os gestores podem contar com informações necessárias para criar estratégias. Para garantir maior efetividade, lembre-se de aplicar todos os processos de forma transparente.

Além disso, apesar da decisão final ser tomada pelos responsáveis pela estratégia, os colaboradores da gestão de TI podem contribuir e opinar com novas ideias dentro do processo. Assim, os funcionários podem ter uma participação mais ativa dentro da empresa.

Enfim, como vimos, seja para melhorar a produtividade, prever riscos ou até encontrar novas oportunidades, a equipe de TI, estruturada de forma estratégica, pode trazer grandes benefícios para a companhia.

E você, já conhecia a governança de TI? Sobrou alguma dúvida sobre o assunto? Compartilhe nos comentários abaixo o que achou sobre a prática!

RSS
EMAIL
Facebook
GOOGLE
TWITTER
YOUTUBE
LinkedIn

Sobre o autor

altisblog administrator

Deixar uma resposta